quarta-feira, setembro 08, 2004

Falando do passado novamente, lembrei das brincadeiras da minha infância, a gente gosta de brincar na rua. Pular corda, Elástico, Bandeira, Sete pecados, Carimba, Esconde-Esconde, Amarelinha, Vôlei, Andar de bicicleta (até hoje eu não aprendi), Cobra-Cega, Cirandinha, Pique - Esconde, Jô acoca, e outras que eu não me recordo agora. Era um barato correr até cansar, quando a gente é criança tem muito pique, diferente de hoje em dia, que nosso fôlego não é o mesmo. Na escola as brincadeiras eram outras, tinha a Homem pegar mulher e mulher pegar homem (essa era clássica, a turma formava um grupo com meninos e outro com meninas e cada na sua vez tinha que capturar os outros do grupo rival), tinha uma que o pessoal já brincava na 2ª série que se chamava Beija-Flor (o objetivo era beijar) e Pega-Pega. Nessa época eu e as meninas também brincávamos de boneca na casa da Perla, no foro da casa dela, era muito legal! A gente fazia uma casa completa de bonecas (brincávamos com a Barbie e Suzi) ou com bonecas grandes (como meu Bebe e Quem-me-quer). Nós brincamos mais ou menos até os 14 anos, depois começamos a sentar na calçada a noite para conversar. Saiamos às 5 horas da tarde e ficávamos até terminar a novela das 8 horas. Teve uma época também que a gente tomava banho de piscina (aquelas piscinas de plástico montáveis) na casa da Perla, eu como tinha o mesmo muro com ela, eu apenas pulava para ir para lá e a gente levava o almoço de casa e passava o dia lá, também já tomamos banho num tanque que tinha na casa da Tati e tomávamos banho de chuva. Quando já estávamos maiorzinhas brincávamos de Escolinha (mamãe até comprou uma lousa para mim, nem imaginava que um dia eu daria aula particular). Já brinquei também com meus primos (que vieram de Brasília) de futebol, Guerra de Carrapicho e de barro, além de depois jogar Vídeo Game com eles (o famoso Atari, Arcádia e Dinavigion). Até hoje adoro jogar Vídeo Game (depois passei para Máster Sister, Nintendo e Mega Drive), joguei muito Enduro, Megamania (adoro esse), Superman, Athantis (do Atari) e Castler of Ilusion, Mário, Sonic, Alex Kid, Carmem Sandiego e etc. Meu pai comprou um computador que se chamava Hotibite MSX, tinha que programar manualmente, era engraçado, tinha só o teclado e a gente ligava na televisão que nem os vídeo games, salvava os arquivos numas fitas cassetes e tinha entrada para cartuchos. Bom tempos aqueles! Tinha os jogos de tabuleiro, como Banco Imobiliário, Jogo da Vida, Ludo, Cara a Cara, Quina, Scothland Yard, Sem Censura, Blefe de Mestre, Máster, Caça Moedinha numero um
(da Disney), além dos jogos como Pula Pirata, Cara Maluca e o Imagem e Ação que foi mais recente. Sei que esses jogos foram todos relançados, que bom! E a primeira vez que fui ao cinema com certeza foi para ver um filme dos Trapalhões (apesar de não lembrar o ano e nem o filme), mas, filme estrangeiro foi em 85 o De Volta para o Futuro, com promoção da Pespi e tudo mais. Em falar nisso os refrigerantes da época eram Teen (lembra? Provoque sua sede até não agüentar mais, então beba Teen), Guaraná Brama, Taí, Brama Limão, Wilson, Grapette, fora os que tem hoje em dia. Ah! lembrei de uns brinquedos: Lango-Lango, Pogoboll, Vai e Vem (duas cordas e uma bola oca no meio e a gente tinha que abri os braços para ela ir pra lá e pra cá), Pipoqueira da Estrela, Mini Maquina de costura e a Gelecá. É, tem muita coisa.

1 comentário:

Francisco disse...

Muito legal esse teu texto!!! Muitas coisas do meu tempo também!!!

Só uma coisinha, o refrigerante era Teem, com "M" e não com "N"...

Um Abraço...